ESPÉCIE

Piranha-vermelha

Habitat icon
Habitat
Bacias hidrográficas dos rios Amazonas, Paraguai-Paraná, Essequibo e Uruguai
Tamanho icon
Tamanho
50 cm
Origem icon
Origem
Nativa da América do Sul
Alimentação icon
Alimentação
Alimenta-se de peixes, crustáceos, insetos, vermes, e de alguma matéria vegetal
(Pygocentrus nattereri)

Espécie nativa da América do Sul, bacias hidrográficas dos rios Amazonas, Paraguai-Paraná, Essequibo e Uruguai. Também presente em rios costeiros do Nordeste do Brasil. Esta espécie pelágica que ocorre em rios, riachos, lagos, lagoas, apresenta preferência por zonas com vegetação densa, como matas de igapós. A piranha-vermelha é uma espécie predadora, em que os adultos se alimentam preferencialmente ao entardecer ou ao amanhecer de peixes, crustáceos, insectos, vermes, e de alguma matéria vegetal. Podem ser primariamente necrófagos, no meio natural. A piranha-vermelha é ovípara com fecundação externa, e a época de reprodução ocorre durante a estação das chuvas. O macho escava um ninho no substrato, numa zona com vegetação, onde a fêmea depositará os ovos. Estes são protegidos pelo macho, ainda mais territorial e agressivo. Pode atingir um comprimento de cerca de 50 cm.

Estatuto de Conservação
NE
Não Avaliado
IUCN e Portugal
DD
Dados Insuficientes
LC
Pouco Preocupante
NT
Quase Ameaçado
VU
Vulnerável
EN
Em Perigo
CR
Criticamente em Perigo
EW
Extinto na Natureza
EX
Extinto
piranha