ESPÉCIE

Enguia-europeia

Habitat icon
Habitat
Rios de regime lótico
Tamanho icon
Tamanho
Machos - 29 - cm de comprimento e fêmeas 38 a 150 cm de comprimento
Origem icon
Origem
N/A
Alimentação icon
Alimentação
Alimenta-se de invertebrados aquáticos, peixes, matéria mineral, vegetal e detritos.
(Anguilla anguilla)

Em Portugal esta espécie migradora catádroma ocorre em todas as bacias hidrográficas do Minho ao Guadiana, e numa grande diversidade de habitats, preferencialmente em rios de regime lótico, procurando refúgios durante o dia pois é mais ativa durante a noite. A enguia aparenta ser omnívora com invertebrados aquáticos, peixes, matéria mineral, vegetal e detritos a fazerem parte da sua dieta. A migração reprodutora ocorre no Outono e Inverno na nossa latitude, e partem da costa até alcançarem o Mar dos Sargaços onde acasalam, desovam e morrem. As pequenas enguias-europeias que aí nascem, chamadas leptocéfalos, iniciam a jornada de regresso até às zonas costeiras da Europa, que levará cerca de 3 anos a ser concluída. Chegadas à costa, sobem os rios onde irão permanecer até ficarem na fase prateada – que demora cerca de 6 a 12 anos (29 – 40 cm) a atingir para os machos, e 9 a 20 anos (38 – 150 cm) para as fêmeas. Quando o Outono começa, as enguias que estão na fase prateada iniciam a descida do rio em direção aos estuários, e Mar dos Sargaços.

Estatuto de Conservação
NE
Não Avaliado
DD
Dados Insuficientes
LC
Pouco Preocupante
NT
Quase Ameaçado
VU
Vulnerável
EN
Em Perigo
Em Portugal
CR
Criticamente em Perigo
IUCN
EW
Extinto na Natureza
EX
Extinto
IMG_2209